Praticar exercícios físicos no calor exige cuidados

Casal fazendo exercícios físicos no calor - Mais Pfizer

Praticar exercícios físicos no calor exige cuidados

Praticar exercícios físicos no calor pode colocar um estresse extra no corpo e provocar desidratação, tonturas, mal-estar e até desmaios. Mas, ao tomar algumas precauções básicas, sua rotina de exercícios não precisa ser deixada de lado em dias quentes, confira!

Cuidados para praticar exercícios físicos no calor

Fique de olho na temperatura - cheque a previsão do tempo para o período em que você planeja se exercitar ao ar livre. Tente evitar os horários mais quentes do dia, geralmente entre 10h e 17h. Se necessário, mude os planos e exercite-se na piscina, na academia ou outro ambiente fechado e com ar-condicionado.

Acostume-se com o clima - quando você passa a malhar na época de altas temperaturas, seu corpo pode demorar de uma a duas semanas para se adaptar. Por isso, pegue leve nos primeiros dias e aumente gradualmente a intensidade dos exercícios.

Evite exercícios intensos - mesmo depois que seu corpo se ajusta ao calor, convém reduzir a intensidade e a duração do treino, além de fazer pausas frequentes na sombra.

Hidrate-se - beba água antes, durante e após a atividade física, mesmo que não sinta sede. Isso é essencial para evitar a desidratação e garantir o pique para a atividade física. Se você planeja um treino mais intenso, considere uma bebida esportiva. Evite sucos ou refrigerantes, porque essas bebidas contêm açúcar e não são bem absorvidas durante o exercício.

Use roupas apropriadas - roupas leves e folgadas deixam seu corpo mais fresco. Evite cores escuras, que absorvem mais o calor e esquentam mais. Além disso, proteja-se do sol usando chapéu ou viseira e óculos escuros com proteção para os raios UVA e UVB.

Use protetor solar - queimaduras solares diminuem a capacidade do corpo de se refrescar e aumentam o risco de câncer de pele.

Entenda seus riscos médicos - consulte o seu médico antes de iniciar uma rotina de exercícios ou deslocar o treino para ambientes abertos. O profissional pode orientar a quantidade de atividade física segura para você com base no seu condicionamento físico. A avaliação médica também é essencial para detectar eventuais problemas de saúde que contraindicam a prática de exercícios físicos no calor.

Ao praticar exercícios físicos no calor, atenção aos sinais de alerta

Durante a prática de exercícios físicos no calor, preste atenção a sinais e sintomas que podem indicar problemas. Se você os ignorar, sua condição pode piorar e se tornar grave. Fique atento se você tiver:

  • Cãibras e dores musculares;
  • Transpiração excessiva;
  • Náusea ou vômito;
  • Fraqueza;
  • Tontura;
  • Desmaio;
  • Dor de cabeça;
  • Suor excessivo;
  • Confusão mental;
  • Batimento cardíaco acelerado;
  • Falta de ar.

Ao perceber esses sintomas, você deve fazer o seguinte:

  • Pare de se exercitar imediatamente;
  • Vá para um ambiente fresco e ventilado;
  • Beba bastante água;
  • Resfrie o corpo borrifando água ou aplicando compressas de água fria no pescoço, testa e axilas;
  • Procure atendimento médico se sua condição não melhorar ou piorar.

Atenção: um dos problemas relacionados à exposição ao sol em excesso é a insolação, que é quando o corpo não consegue regular a própria temperatura e ela sobe rapidamente. Os sintomas incluem febre alta, pele quente e sem transpiração, extrema desorientação e pulso acelerado e fraco. A insolação é uma condição muito séria e exige atendimento médico de emergência.

Já conhece o Programa Mais Pfizer?

O Programa Mais Pfizer tem o objetivo de facilitar o acesso e incentivar que o paciente siga o tratamento que foi prescrito pelo médico. O Programa Mais Pfizer também oferece dicas e informações para uma vida mais saudável.

Saiba mais sobre o Programa Mais Pfizer.

Referências

 

PP-PFE-BRA-2261 - dez/2019

Mais Pfizer
18 dezembro, 2019

CONTEÚDO RELACIONADO

Cadastre-se