Hidratação e mudanças na dieta ajudam a evitar pedra nos rins

Homem com dor na parte inferior das costas - sintoma de pedra nos rins - Mais Pfizer

Hidratação e mudanças na dieta ajudam a evitar pedra nos rins

Uma em cada dez pessoas vai, em algum momento da vida, ter cálculo renal, conhecido como pedra nos rins. Essa condição dolorosa é especialmente comum no verão, porque o clima quente facilita a desidratação, fator que pode levar ao surgimento de cálculos. Para evitar pedra nos rins, portanto, a principal recomendação é aumentar a ingestão de água. A alimentação também é muito importante, pois certos alimentos podem ajudar a prevenir ou podem contribuir para o problema. Saiba mais.

O que são pedras nos rins?

Uma pedra no rim se forma quando certas substâncias presentes na urina se tornam mais concentradas e, com o tempo, viram uma massa dura. Ela pode não causar sintomas até que viaje para dentro do rim ou para o ureter, o tubo que conecta o rim e a bexiga. Quando isso acontece, você pode ter esses sinais ou sintomas:

  • Dor intensa e súbita nas costas, abaixo das costelas;
  • Dor que irradia para a parte inferior do abdômen e virilha;
  • Dor que vai e volta, em diferentes intensidades;
  • Náusea e vômito;
  • Sangue na urina;
  • Urinar com mais frequência.

Se você tiver sintomas de pedra nos rins, procure atendimento médico imediato. Na maioria dos casos, a pedra é expelida naturalmente pela urina. A pessoa só precisa beber muita água para facilitar esse processo e tomar medicamentos para controlar a dor. Às vezes, pode ser necessário um procedimento médico para remover o cálculo.

Para quem já teve o problema, é especialmente importante agir para evitar pedra nos rins no futuro. Em cerca de metade das pessoas que tiveram um episódio, outro aparece dentro de até sete anos sem medidas preventivas.

As mudanças na dieta e o tratamento médico para evitar que o cálculo renal volte são individualizados com base no tipo de pedra que você teve e outros fatores. É essencial buscar a avaliação de um urologista.

Recomendações gerais para evitar pedra nos rins

Beba bastante líquido - beber água ajuda a diluir as substâncias na urina que causam pedras no rim. Procure beber, no mínimo, dois litros (oito copos) de água por dia. Nos dias mais quentes, é importante lembrar de se hidratar ao fazer exercícios ou atividades que causam muita transpiração. Para monitorar a hidratação, observe a cor da urina. Ela deve ser clarinha, pois se estiver muito amarela, é sinal de que o corpo precisa de mais líquidos.

  • Aposte também em sucos de frutas cítricas, como limão e laranja. Elas contêm citrato, elemento que ajuda a evitar pedra nos rins;
  • Diminua ou elimine o consumo de refrigerantes, que podem aumentar o risco de pedras.

Coma menos alimentos ricos em oxalato - se você já teve o tipo mais comum de cálculo renal, o de oxalato de cálcio, seu médico pode recomendar que você restrinja alimentos ricos em um composto chamado oxalato, tais como:

  • Amendoim;
  • Ruibarbo;
  • Espinafre;
  • Beterraba;
  • Acelga;
  • Chocolate;
  • Chá;
  • Batata doce.

Coma a quantidade certa de cálcio - algumas pessoas acreditam equivocadamente que o cálcio é o principal culpado pelas pedras de oxalato de cálcio. Mas, na verdade, evitar alimentos que contém esse mineral, como leite, iogurte e queijo, pode aumentar os níveis de oxalato no organismo e causar pedra nos rins. Entretanto, é bom evitar os excessos. Converse com seu médico sobre a quantidade de cálcio que você deve consumir.

Evite alta ingestão de sal – uma dieta rica em sódio (sal) faz com que o cálcio se acumule na urina, o que consequentemente aumenta o risco de pedra no rim e de outros problemas de saúde, como pressão alta. Para diminuir sua ingestão de sódio, veja essas dicas:

  • Evite o excesso de alimentos industrializados, que tendem a ter muito sódio;
  • Tire o saleiro da mesa na hora das refeições;
  • Substitua o sal por temperos naturais no preparo da comida;
  • Inclua na dieta frutas e vegetais frescos.

Evite o excesso de proteína animal - além das pedras de oxalato de cálcio, outro tipo comum de pedra nos rins são as de ácido úrico. Ingerir muita proteína animal facilita a formação desse tipo de pedra. Proteína animal inclui:  

  • Carne vermelha;
  • Frutos do mar;
  • Aves;
  • Ovos.

Já conhece o Programa Mais Pfizer?

O Programa Mais Pfizer tem o objetivo de facilitar o acesso e incentivar que o paciente siga o tratamento que foi prescrito pelo médico. O Programa Mais Pfizer também oferece dicas e informações para uma vida mais saudável.

Saiba mais sobre o Programa Mais Pfizer.

Referências

 

PP-PFE-BRA-2283 – jan/2020

Mais Pfizer
13 janeiro, 2020

CONTEÚDO RELACIONADO

Cadastre-se