Desintoxicação alimentar pode ajudar a compensar exageros de fim de ano

Alimentos naturais são a base da desintoxicação alimentar – Mais Pfizer

Desintoxicação alimentar pode ajudar a compensar exageros de fim de ano

Exagerou na comida durante as festas de fim de ano? Isso acontece, mas é importante não recorrer a restrições severas para compensar os excessos. Os rins e o fígado já são bastante eficazes na filtragem e eliminação da maioria das toxinas ingeridas. Por isso, dar uma forcinha para a desintoxicação alimentar do organismo não exige uma dieta radical, basta seguir algumas recomendações para uma alimentação saudável, veja como fazer.

Coma alimentos mais naturais - priorize alimentação in natura, à base de verduras, legumes e frutas (especialmente com casca). O recomendado é comer cinco a nove porções diárias desses alimentos, que são ricos em vitaminas, minerais, fibras e substâncias antioxidantes.

Evite comidas industrializadas - procure eliminar da dieta produtos como salgadinho, refrigerantes, congelados e macarrão instantâneo.

Hidrate-se - beba, pelo menos, oito a 10 copos de água filtrada todos os dias. O líquido é essencial para ajudar os rins a limpar o organismo. Água de coco e suco também são boas opções. Mas, nesse período de desintoxicação alimentar, dê um tempo de café e bebidas alcoólicas.

Diminua óleos, gorduras, sal e açúcar - use esses produtos em pequenas quantidades ao temperar e cozinhar.

Escolha alimentos integrais - excelentes fontes de fibras, os alimentos que fazem parte desse grupo são, basicamente, grãos e cereais. Você pode, por exemplo, trocar o arroz branco e a farinha branca pelas versões integrais desses produtos.

Dê atenção aos alimentos detox - alimentos conhecidos por ajudar na desintoxicação do organismo incluem: vegetais crucíferos, como brócolis, repolho, couve e couve de Bruxelas; frutas vermelhas; alcachofras; alho; cebola; alho-poró, açafrão e chá verde.

Aposte nos probióticos - alimentos naturalmente fermentados, como iogurte, são excelentes opções - para ajudar o corpo a controlar as toxinas das bactérias que vivem no intestino.

Consuma proteína – para uma alimentação saudável, inclua pequenas porções de proteínas animais e peixes. Esse tipo de alimento é fundamental para manter os níveis de glutationa no sangue, a enzima de desintoxicação do corpo.

Coma alimentos frescos - quando comer fora de casa, procure restaurantes que servem refeições feitas na hora.

Procure especialista para fazer desintoxicação alimentar e outras dietas

Se você está considerando fazer uma dieta de desintoxicação alimentar – ou qualquer outra mudança na sua alimentação – consulte um nutricionista primeiro. A orientação de um especialista é essencial para conseguir resultados positivos sem prejudicar a saúde.

Dietas restritivas devem ser feitas com acompanhamento e durante um período específico de tempo apenas. Para um resultado duradouro e saudável, o ideal é fazer uma reeducação alimentar.

Referências

 

PP-PFE-BRA-1492

10 dezembro, 2018

CONTEÚDO RELACIONADO

Cadastre-se