A vida após a trombose: como evitar que aconteça de novo?

Trombose - Enfermeira massageando a perna de mulher idosa - Mais Pfizer

A vida após a trombose: como evitar que aconteça de novo?

Cerca de 30% de quem teve uma trombose venosa profunda desenvolverá outro coágulo de sangue em até cinco anos. Para diminuir as chances de que isso aconteça, é necessário adotar algumas mudanças de hábitos para ter uma rotina mais saudável.

Prevenindo a síndrome pós-trombótica

A síndrome pós-trombótica causa diversas mudanças na região dos membros inferiores que foram afetadas por uma trombose. Entre alguns dos sintomas da síndrome pós-trombótica estão:

  • Inchaço nas pernas;
  • Sensação de cansaço nos músculos das pernas;
  • Machas escuras na pele;
  • Feridas.

Além desses sintomas, a síndrome pós-trombótica pode afetar as veias dos membros inferiores, causando o que é conhecido como hipertensão venosa crônica. Para evitar esses problemas, algumas mudanças de hábitos podem ser adotadas, como:

Usar meias de compressão – assim você consegue diminuir o inchaço nas pernas causado tanto pela trombose como pela síndrome pós-trombótica.

Parar de fumar – as substâncias do cigarro podem ajudar na formação de coágulos que afetam a circulação normal. Deixar esse hábito de lado diminui as chances de desenvolver um novo caso de trombose.

Fazer exercícios físicos – manter uma rotina fisicamente mais ativa também ajuda a evitar a síndrome pós-trombótica por incentivar uma circulação de sangue constante na região dos membros inferiores.

Mulheres devem analisar os métodos contraceptivos – alguns medicamentos anticoncepcionais estão relacionados ao desenvolvimento dos coágulos de sangue que causam a trombose. Por isso, elas devem conversar com o ginecologista sobre qual é o melhor método contraceptivo.

Hidratar a pele das pernas – manter a região dos membros inferiores higienizada e hidratada ajuda a evitar os ferimentos causados pela síndrome pós-trombótica.

Já conhece o Programa Mais Pfizer?

O Programa Mais Pfizer tem o objetivo de facilitar o acesso e incentivar que o paciente siga o tratamento que foi prescrito pelo médico. O Programa Mais Pfizer também oferece dicas e informações para uma vida mais saudável.

Saiba mais sobre o Programa Mais Pfizer.

Referências

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC6055553/ - acessado em 30/10/2019

https://www.acc.org/latest-in-cardiology/articles/2018/01/18/08/57/what-is-the-best-treatment-to-prevent-post-thrombotic-syndrome - acessado em 30/10/2019

https://ahajournals.org/doi/full/10.1161/cir.0000000000000130 - acessado em 30/10/2019

https://natfonline.org/2017/01/life-after-thrombosis/ - acessado em 30/10/2019

http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1677-54492013005013050&script=sci_arttext&tlng=pt – acessado em 30/10/2019

 

PP-PFE-BRA-2191

Mais Pfizer
7 novembro, 2019

CONTEÚDO RELACIONADO

Cadastre-se