Buscar Farmácias Credenciadas

   

Alimentação saudável

Por Mais Pfizer, 08 junho 2017

Alimentos que previnem problemas no coração


As doenças cardíacas são as principais causas de morte, no mundo. Uma dieta equilibrada ajuda a reduzir o risco de problemas no coração, mas é importante incluir determinados alimentos, tais como peixes, azeite, cereais integrais, legumes, e frutas específicas. Até o vinho e o chocolate amargo podem fazer parte do cardápio, mas se consumidos com moderação.

Substâncias como o ômega-3 (que faz parte dos ácidos graxos), os antioxidantes e as fibras previnem e controlam a formação do LDL, conhecido como mau colesterol. Em altas quantidades, ele se prende às paredes das veias e artérias, elevando a pressão interna, dificultando a circulação sanguínea e a absorção de nutrientes. Além disso, esses alimentos também fornecem ao corpo o HDL, conhecido como colesterol bom, essencial para diversas funções no corpo.

Ácidos graxos - ômega 3, o ômega 6 e outros ácidos graxos são encontrados em peixes de água fria, como salmão, atum e sardinha, e também em alimentos como aveias, nozes e feijão preto. Eles regulam a atividade das plaquetas sanguíneas, o que ajuda a evitar coágulos que podem levar a um AVC ou infarto, além de contribuir para evitar arritmias cardíacas. Também reduzem os níveis de triglicérides - uma gordura que também é ruim para o organismo quando está elevada.

Alimentos antioxidantes - frutas vermelhas (amoras, framboesas, morangos), uva passa, maçã, pipoca e até o chocolate amargo, chá verde e café são ricos em antioxidantes. Quando ingeridos, contribuem para evitar coágulos, reduzir a pressão arterial e combater inflamações.

Fibras e vitaminas - são responsáveis por auxiliar em diversas funções vitais do corpo, além de equilibrar os níveis de gordura, hormônios e outras substâncias presentes no organismo. Podem ser encontradas em pães, lentilha, grão de bico, feijão, espinafre, linhaça, arroz integral, cenoura, brócolis, batata doce, aspargo, laranja, tomate, abóbora, melão, mamão e banana.

 

HDL e LDL em alimentos e os problemas no coração

É importante lembrar que tanto o HDL quanto o LDL são duas lipoproteínas essenciais para o organismo. O LDL, também conhecido como mau colesterol, pode se acumular na parede dos vasos sanguíneos, ajudar a formar coágulos e causar um ataque cardíaco ou derrame.

Já o HDL, conhecido como bom colesterol, captura o excesso de colesterol no seu sangue e o leva de volta para o fígado para ser removido do corpo. Ele ontribui para reduzir os riscos de acidente vascular cerebral e infarto ao controlar o LDL no sangue e diminuir a pressão arterial.

Alimentos com HDL - além dos alimentos já citados, o abacate, o azeite e a soja são alguns dos alimentos que podem fornecer uma quantidade boa de HDL. Uma taça de vinho tinto também pode fazer o corpo gerar mais HDL. Ele está presente em boa parte dos alimentos naturais, é essencial nas funções vitais do organismo.

O ideal é manter uma dieta variada, mas evitar os excessos, pois isso pode levar ao sobrepeso e à obesidade. Converse com o seu médico para saber quais alimentos são os mais indicados para você, a quantidade e a frequência com que você deve ingeri-los.

 

Referências